/

6 de novembro de 2023

Empresa de tecnologia educacional baiana vence programa de aceleração da Ambev

Em sua segunda edição, programa de inclusão produtiva InPulso compartilha com produtores de conteúdos conhecimento sobre gestão do negócio, conexões e empoderamento financeiro

Com o projeto ‘Pitch de Buzu – Comunicação da Quebrada’, a edtech Wakanda Educação Empreendedora vence a segunda edição do InPulso, programa da Ambev de aceleração de produtores de conteúdo focado em compartilhar conhecimento de gestão com negócios em estágio inicial de desenvolvimento.

Nesta segunda edição, o InPulso foi direcionado a produtores de conteúdo periféricos com três eixos de atuação: conhecimento, empoderamento financeiro e conexões.

“Sabemos que cada negócio é único e tem seus desafios próprios. Foi conversando com diversos produtores de conteúdo que entendemos que podemos impulsionar nosso ecossistema a partir do conhecimento acumulado que temos e com a força do nosso ecossistema e contribuir diretamente para o desenvolvimento do negócio”, explica Lucas Rossi, Diretor de Reputação e Comunicação Interna e Externa da Ambev. “Para essa edição, nosso foco foi prestigiar projetos que fomentam a cultura, comunicação e renda localmente. Hoje ainda há uma lacuna relevante quando falamos de conteúdos jornalísticos e educacionais periféricos”, completa Rossi.

Para identificar quais eram os maiores desafios em comum desses produtores de conteúdo, a companhia praticou o que tem sido sua maior fortaleza dos últimos anos: a escuta ativa. Com isso, identificou que os principais desafios estão relacionados à gestão de pessoas, diversificação de receita, gestão comercial e uso de dados e de novas tecnologias para escalar o negócio. Para ajudá-los nesses pontos, a Ambev promoveu uma programação especial com a presença de grandes nomes do mercado, como Victor Assis, CEO do PodPah, e dos empreendedores Raull Santiago e Renê Silva, além de outros especialistas e diretores da própria Ambev.

De acordo com Karine Oliveira, CEO da Wakanda, o ‘Pitch de Buzu – Comunicação da Quebrada’ é uma plataforma de divulgação gratuita que pretende ser o elo entre o microempreendedor, as pessoas que divulgam produtos e serviços nos ônibus e os consumidores/clientes.

“Qualquer pessoa pode, através da plataforma, informar um produto, serviço ou evento que quer divulgar. Já os artistas, poetas e poetistas, pessoas que trabalham em ônibus e coletivos, podem mandar um vídeo de até um minuto, mostrando como seria essa divulgação. Dessa forma, a pessoa que vai contratar seleciona o vídeo de pitch que mais gostou e esse piteiro, no horário marcado, vai divulgar nos ônibus, no trecho que foi escolhido, pelo valor de 20 reais. O objetivo é trazer renda extra para a galera que trabalha na rua e criar um novo canal de comunicação para que essas pessoas possam divulgar e levar entretenimento para os ônibus e coletivos”, explica Karine.

Ainda conforme a CEO da Wakanda, além da satisfação de participar do InPulso, conhecer pessoas e compartilhar conhecimento, a premiação em dinheiro, no valor de 40 mil reais, servirá para colocar o projeto em prática.

“Vamos utilizar uma parte para criar a versão beta e colocar pra rodar, outra parte iremos usar para impulsionar, para que as pessoas tomem conhecimento do produto. O restante do dinheiro vamos usar para contratação da equipe especializada para tocar a plataforma. A ideia é lançar neste verão”, disse Karine.

Importante destacar que, durante a segunda edição, todos os criadores de conteúdo (‘Nós Mulheres’, ‘Mural’, ‘Desenrola, não enrola’, ‘Awale’, ‘Fala Roça’, ‘Wakanda’, ‘Alma Preta’, ‘Periferia em Movimento’ e ‘Notícia Preta’) contaram com momentos de treinamento e mentoria para o desenvolvimento e gestão de projetos. O processo para escolha dos produtores de conteúdo avaliou relevância, impacto, diversidade e inclusão, e o potencial de crescimento dos canais.

#Inovação #StartUp #Diversidade #Ambev #AgênciaLK